04/07/2012

Portugal, é "Inovar ou morrer " !

"A imaginação é bem mais importante que o conhecimento " [Albert Einstein]
Para quem ainda tem dúvidas sobre este axioma de Einstein passo a explicar:
O conhecimento adquire-se muito mais facilmente do que a imaginação se pode desenvolver! Se repararem bem no fenómeno da inovação verão que não há mais de 2.3% de pessoas no mundo inteiro capazes de gerarem inovação e muito menos serão as bem sucedidas.

No entanto existem muitos mais com conhecimentos, entre mestrados, doutoramentos, etc, e outros títulos que
me fazem lembrar os brasões no tempo da monarquia!!!
E para que se perceba o valor da inovação e a sua diferença para com a invenção, esta é quando jogamos dinheiro fora para conseguir novas invenções e ideias. Inovação é aquilo que importa pois é o contrário e a transformação das invenções e ideias em dinheiro!!

Daí a importância cada vez maior das artes e da educação para as ciências humanas, como fonte de ajuda ao desenvolvimento do hemisfério direito do cérebro, que é responsável pela criatividade, emotividade e imaginação.
Sem paixão e emoção não haverá criatividade nem inovação ! O espírito puramente lógico deixa de fazer sentido num mundo já conquistado pela inteligência artificial, e em que esta começará em breve a substituir os seres humanos nessas funções.

O mundo está a mudar e os sistemas de ensino têm de sofrer uma re-invenção para que os países e os cidadãos possam ser bem sucedidos a enfrentar o futuro, que é já hoje, o de uma economia da conceptualidade, muito assente na criatividade, nas emoções e sobretudo na flexibilidade em inovar!

Por isso se diz hoje relativamente aos países, empresas e cidadãos que é tempo de "INOVAR OU MORRER". E qual será a opção dos portugueses?

Francisco Gonçalves in 04July2012
( francis.goncalves@gmail.com )

Enviar um comentário

Translate