20/12/2013

Os defeitos e as qualidades vistas por cada um de nós, seres erráticos e errantes!

Um dos grandes problemas da humanidade é o de de sempre querer dividir o seu próximo e as coisas, em qualidades e defeitos e sempre julgando em função desta psicose, agigantada pela moral cristã! 

Talvez valha a pena passarmos a julgar menos, a apreciar mais as pessoas e as coisas e sobretudo aprender a entender que tudo o que nos é dados perceber pelo nosso “self” é relativo e relativizável, e portanto as pessoas e as coisas só podem ter apenas características!

Aprendamos pois a "usufruir" e fruir das características de cada um, e entre todos, e o mundo passará a ser algo bem melhor e mais "curtido" para todos.
É uma contradição apontar defeitos e qualidades nos outros, na perspectiva de cada um de nós, seres erráticos e errantes!
Que esta seja também uma época de reflexão para todos nós, que com as nossas atitudes diárias simples, temos o poder de “mudar” o país e o mundo, tornando-os locais um pouco mais “habitáveis” e fraternos!

Para todos um Bom Natal e Festas Felizes e tal como disse Bertrand Russell "saibamos nós engrandecer o coração como já fomos capazes de engrandecer o intelecto".

[ Francisco Gonçalves "in" 20Dec2013]


( francis.goncalves@gmail.com )

Tu podes, com certeza, conviver com os outros, mas nunca seres os outros. Eles podem ser muito bons, mas tu és sempre melhor porque és diferente e o único com as tuas características.
[Agostinho da Silva]
Enviar um comentário

Translate