18/11/2011

Banco on-line através de uma rede social ?

One Ideia

Banco on-line através de uma rede social ?

“Quando uma ideia à primeira vista não lhe parece absurda então é porque não tem futuro “ [Albert Einstein]

"No mês passado, Jim Bruene, editor do Online Banking Report, uma publicação comercial, pediu a 500 utilizadores do Facebook se eles estariam interessados em ver o saldo de conta bancária através do Facebook. Setenta por cento disse "De jeito nenhum." .


Mas......


No entanto como se pode observar pelo mundo já hoje os bancos estão surgindo com ideias inovadoras para usar as redes sociais.

Como Henry Ford disse uma vez: "Se eu perguntasse às pessoas o que eles queriam, eles teriam me disse um cavalo mais rápido.".


O que acha desta nova tendência de acesso a contas bancárias e outros serviços bancários mais especificos através de sites de redes sociais? Acha que as pessoas vão começar a utilizar este serviço?

E você tem algum interesse em realizar as suas operações bancárias através de uma rede social. Ou será que você não mais misturar negócios e prazer ?


E porque não ?


As redes sociais e as comunidades virtuais são compostas de pessoas reais que, sentem ampliadas o seu potencial de comunicação e partilha e une-as um sentimento idêntico ao de uma rede de pessoas fisicamente próximas, como o constituem as aldeias e vilas do interior, embora estas de proximidade física.


A diferença reside apenas no tamanho das respectivas comunidades: enquanto as comunidades de proximidade fisica serão sempre e apenas algumas centenas, as comunidades integram milhares e milhões de pessoas e cidadãos, que continuam a partilhar os seus anseios, as suas preocupações, as suas dificuldades, mas também o seu conhecimento e ao mesmo temo que tornam os seus conhecimentos mais vastos, ampliando-os a cada dia que passa, considerávelmente.


Por isso considero que um homem de negócios que descura um potencial destes, ou não quer participar em mais negócios ou então acha que já chega de evolução para ele !

Não vejo outra razão para descurar um filão com este das redes sociais e as comunidades virtuais para fazer negócios, tal qual como tradiconalmente se fazem (e continuam) a fazer negócios nas comunidades físicas actualmente.


Só há uma grande diferença, relativamente a este fenómeno novo mas que se irá ampliar a cada dia que passa, que é a dimensão da referida comunidade e as caracteristicas que lhe estão inerentes.

Nas comunidades virtuais a comunicação e o intercâmbio de informação, conhecimento, ideia, produto ou serviço fluem à velocidade da luz, isto é são instantâneas, e isso vai fazer toda a diferença na forma como iremos fazer negócios, produzir bens e serviços e como nos iremos ainda mais relacionar e ampliar a nossa escala de contactos, estudar, aprender e em geral, interagir como seres humanos gregários que somos.

Isto é iremos fazer tudo isto com uma rapidez incrivel que irá fazer o mundo dos negócios, e não só, girar muito mais depressa e com maior eficácia e eficiência.


Portanto as redes sociais representam hoje o começo de uma grande oportunidade para todos os negócios, especialmente os bancos, porque estes fornecem essencialmente serviços. Serviços esses que podem tornar-se bem mais eficazes ao serem entregues aos seus clientes, através desta poderosa e intensa rede de contactos (virtual), que encerra em si o poder de os fazer crescer em ordens exponenciais, tal como o poderá fazer com seu negócio.


Muitos argumentarão que não é seguro, que as redes sociais não são seguras, mas isso é um perfeito engano e se raciocinarmos em termos meramente lógicos chegaremos todos à conclusão que qualquer meio electrónico cada vez mais sofisticado, desde que adequadamente protegido, é bem mais seguro que os tradicionais meios manuais ou semi-electrónicos do passado, ainda hoje usados e dados como altamente seguros. Esta percepção errada em minha opinião, mais não é do que uma ideia instalada no cérebro do ser humano relativamente à mudança e ao que é novo e aparentemente desconhecido.


Ainda tem dúvidas que as redes sociais representam hoje a maior oportunidade de negócio, com mais potencial de angariação de clientes e de efectuar negócios com mais credebilidade e transparência ? Ou prefere esperar que um seu concorrente pegue na ideia e amanhã a implemente e saia na frente explorando este autêntico filão!

E quem sair na frente vai conseguir baixar considerávelmente os custos dos seus serviços de exploração, ganhar credebilidade e confiança juntos dos seus cliente e sobretudo mais conhecedor do perfil dos seus clientes, vai também estar na dianteira em termos da prestação de serviços mais adequados às necessidades dos seus clientes e conquistando a sua fidelização, algo que já se considerava perdido para sempre, nos finais de Séc XX!!


Francisco Gonçalves

07 Setp 2011

francis.goncalves@gmail.com

Enviar um comentário

Translate