16/01/2013

Alcançando a felicidade num mundo em constante mudança e cada vez mais complexo!


A vida e o mundo cada vez são mais complexos e tendem a enredar-nos nesta complexidade crescente e se não estivermos atentos, quando nos damos conta estamos num mundo interior e exterior tão denso e complicado, que a nossa própria vida se começa a tornar quase insuportável e de tensão sempre crescente. Até a saída desta situação muitas vezes começa a perecer impossível e ainda mais insuportável!

Para inverter esta tendência moderna de caminharmos para o abismo, até porque não fomos educados e preparados para enfrentar tal grau de complexidade crescente, só há uma chance em minha humilde opinião. E essa  solução tem o nome de simplificação. Já dizia Leonardo Da Vinci que "a simplificação é a última sofisticação". Penso também que a decisão terá de passar pelo nosso compromisso em assumir a simplificação de toda a nossa vida, começando por inverter o papel do "ter" e do "ser" nas nossas vidas e qual a importância relativa de cada um deles em relação ao outro.

Já dizia também Tomás de Kempis "Homem: Deves sempre preferir a necessitar menos, que a possuir mais". Com base nestes pressupostos a felicidade fica também bem mais fácil de alcançar do que anteriormente! E a simplificação da nossa vida passa por adoptar sempre o lema e em escolher sempre a simplicidade “versus” a “sofisticação”e a complexidade.

O tempo não passa mais rápido do que antes, é apenas a nossa mente que pretende entrar no abismo de querer sempre fazer mais do que consegue, resultando isto na sensação de que o tempo jamais é suficiente. Ora isto gera angustia, tristeza e insatisfação em nós mesmos e uma crescente e muitas vezes imparável ansiedade que muitas vezes acaba mesmo em perturbações e doenças do foro mental, bem graves e sempre com um sofrimento muito grande.

Ainda  porque hoje a humanidade em geral prefere adoptar sempre a sofisticação em vez da simplicidade, e em vez de tirar conclusões simples, prefere elaborar teorias complexas sobre tudo e todos, teorizando sobre aquilo que existe e o que não existe.E nada mais perigoso do que pouco conhecimento e muito orgulho e ego, pois esta combinação é letal para os seres humanos e para a sociedade no seu todo.

Prefira assim, sempre resolver seus dilemas com simplicidade e, também, levar uma vida simples. desfrutando mais das poucas e boas coisas que tem, do que almejar conquistar ainda mais, que ainda não têm.

Não precisamos satisfazer todos nossos desejos e em todos os relacionamento devemos privilegiar, poucos e bons e apenas os objectos que nos bastam e que sejam eficazes e nos ajudem ainda a simplificar mais a nossa relação com os outros e a vida em geral.Estas simples atitudes atrás enunciadas brindar-nos-iam com a sensação de que sobra tempo para tudo e até para buscarmos a felicidade que todos nós seres humanos almejamos!

E a terminar nunca esqueça este lema e tente interiorizá-lo na sua relação consigo próprio, e com os outros : " A SIMPLICIDADE É A ÚLTIMA SOFISTICAÇÃO".

VALE A PENA PENSAR NISTO ! :)

Por: Francisco Gonçalves
"In" Notas Soltas @22 December 2012
( Francis.Goncalves@gmail.com )

Enviar um comentário

Translate