19/01/2013

O exercicio abjecto do poder nas sociedades e democracias actuais!


Eu sou contra toda e qualquer forma de protagonismo e de teatrização na politica ou na sociedade em geral.

Para circo já bastou o que os romanos inventaram e o que já trouxemos até nós!

E tenho para mim que enquanto se mantiver este fenómeno como teatral, mantendo-se o centro de toda a atenção, e também através dele as opiniões sempre manipuladas, a começar pela realidade objectiva, este mundo será sempre propriedades intrinsecas de um pequeno grupo de malfeitores. Malfeitores estes sempre a escravizar milhões de seres humanos, que serão sempre manipulados e exercendo-se sobre estes um poder abjecto autênticamente medieval.

Aliás tal como enunciam as leis de Murphy “Tudo aquilo que passa a ser aceite como verdade por todos, está destinado a ser falso”.

Precisamos sobretudo começar a por em prática nas sociedades, novas formas de gestão e de controle de poderes, para que estes não virem um mero e continuado exercício abjecto de poder, sempre de uma minoria sobre uma maioria, sem defesa. E passo a citar:"Cada vez mais numa sociedade global as empresas organizam-se de forma a tornarem-se cada vez mais competitivas, ocuparem a linha da frente nos negócios e evidenciarem-se pela performance que adoptam. Os dois autores deste livro recorrem a uma metáfora para tipificarem as organizações institucionais em dois modelos. Segundo eles, existem empresas que adoptam o conceito estrela-do-mar e outras que se regem pela máxima da aranha. 

As que se enquadram no espírito de estrela-do-mar são empresas que se regeneram tal como a estrela, se lhe arrancarem um pata, ela volta a criar uma nova extensão a partir daí. Quanto à aranha, se lhe arrancarmos a cabeça, classificada como o topo da hierarquia, ela desmorona-se e a empresa pode ficar em situação de risco. No caso das empresas estrela-do-mar mesmo quando sofrem uma perda, elas vingarão pois ao contrário da aranha são descentralizadas e os seus lugares de topo substituídos, mantendo a organização inabalável.

As empresas estrela-do-mar estão a mudar as regras estratégicas e de competição das empresas tradicionais que têm uma hierarquia piramidal e uma estrutura muito definida. O livro mostra o poder destas organizações descentralizadas e a sua superior capacidade de resistência relativamente às organizações centralizadas, um facto ilustrado através de inúmeros exemplos. "Um livro inovador que mudará a forma de encarar o mundo empresarial.”. (Fim Citação).

Extraído do livro A Estrela-do-Mar e a Aranha de Rod A. Beckstrom, Ori Brafman

Francisco Gonçalves 16Dec2012
(francis.goncalves@gmail.com)

O poder quando não se legitima pela conquista diária, torna-se ilegítimo, corrompe e é corrompido!
Enviar um comentário

Translate