23/02/2013

Sobre a natureza de um povo !

"É demasiado difícil pensar com nobreza quando pensamos apenas em ganhar a vida."
Jean Jacques Rousseau

Por isso o povo é na sua maioria, apenas o resultado que depende da forma como é tratado pelos sistemas políticos que o governam e administram.

Um povo governado de forma justa, equitativa, sem perversão de poderes e de forma transparente e aberta, tende a ser um povo bom, com compaixão, justo e fraterno. E um povo que assim vive tende a ser um povo feliz e com grande potencial de desenvolvimento.

Por outro lado, um povo governado por sistemas políticos que usam a força contra a razão, empregam o poder abjecto para subverter os direitos dos cidadãos e os manter escravizados, que administra a justiça de forma arbitrária ou com "dois pesos e duas medidas", tende obviamente a ser um povo mau para o seu próximo, invejoso, egoísta, mesquinho, injusto e pouco ou nada solidário.

Claro está que a vida de um povo assim governado desta forma assimétrica nunca poderá ser feliz e muito menos contribuir para o seu desenvolvimento pleno, nem o dos seus descendentes.

Em suma, e uma característica bem humana: comportamento gera comportamento e a tendência é para tratarmos os outros da mesma forma como somos tratados.

"A natureza fez o homem feliz e bom, mas a sociedade deprava-o e torna-o miserável."
[Jean Jacques Rousseau]


A pergunta que vos deixo, e bem simples, é : Será que os políticos estudaram algo de facto, do alto dos seus diplomas e títulos? Ou será que apenas são meros capatazes ao serviço de forças obscuras da sociedade e portadoras do mal?


"Toda institución que no suponga que el pueblo es bueno y el magistrado corruptible, es viciosa." [Robespierre]


São as pessoas verdadeiramente livres e que não se deixam vergar nem por poderes e menos por bolsas cheias de dinheiro, que representam as sementes do bem e a grandiosidade maior da humanidade no futuro.

"São a força e a liberdade que fazem os homens virtuosos. A fraqueza e a escravidão nunca fizeram nada além de pessoas más."
[Jean Jacques Rousseau]

Francisco Gonçalves in "Notas Soltas"
francis.goncalves@gmail.com

23Feb2012


"A desilusão é a pior das feridas. Não se fecha, nem cicatriza facilmente e aumenta na dimensão da expectativa que se coloca na ilusão. E esta existe porque se quer sempre receber mais do que aquilo que a vida nos destinou. As pessoas vivem normalmente com demasiadas expectativas. Tomam de cada vez tudo o que recebem como insuficiente. Sentem-se injustiçadas porque acham que merecem muito mais. E isso traz consigo a revolta e a mesquinhez. E quando começam a agir em função de ambas, começam também a sentir ressentimento pelos que recebem mais do que elas. A partir desse momento, a vida faz ressaltar nelas o seu lado mais obscuro. A realidade deixa de ter importância. A ingratidão passa a ser a sua arma de arremesso.”


[José Micard Teixeira‎]
Enviar um comentário

Translate