13/10/2013

A verdadeira crise que Portugal enfrenta hoje !

O problema de portugal mais grave não é de ordem económica como todo o mundo anda a referir, incluindo o FMI. Insistir nesta perversa interpretação da verdadeira crise do país e impedir que este se re-invente.
Nada pior do que um diagnóstico persistentemente errado, que pode ser fatal e o "doente" já dá mostras de asfixia clara !!!.

Claro que temos um problema económico a prazo com o deficit e a elevada divida pública (mas pontual apenas, embora com história grave já), mas isso seria resolvido mais cedo ou mais tarde se o país fosse produtivo e capaz de aumentar e produzir mais riqueza. 

Ora é aí que "a vaca torce o rabo", porque em minha opinião, Portugal está num beco sem saída em termos de criação de riqueza. Principalmente pela falta de competitividade e produtividade que decorrem de uma cultura avessa ao risco e à mudança, falta de inovação, incapacidade para mudar e actualizar-se, não colaboração e partilha de conhecimento.  
E ainda mais por continuar a implementar sistemas de gestão de pessoas baseadas no comando e controle, do tipo tayloriano, que são ineficazes na sua totalidade, numa sociedade baseada no conhecimento, em transformação acelerada, com mudanças constantes e de partilha a uma escala planetária!!!!.

A nossa sociedade precisa de uma mudança radical de cultura e mentalidades, principalmente ao nível dos sistemas de educação e de gestão de recursos humanos, como forma de ser capaz em 2015(?), de dar a volta por cima. De outro modo em 2025 estaremos a falar exactamente dos mesmo problemas da nossa economia, mas ainda mais pobres e com ainda menor potencial de criação de riqueza !!!!

Francisco Gonçalves 09-10-2010.

Enviar um comentário

Translate