30/05/2011

Ainda sobre o projecto Magalhães e-escolinha e o porquê da escolha da MicroSoft como parceira !!??


A Ansol tem vindo a denunciar que : "O magalhães funciona perfeitamente com Linux, que é gratuito, mas o Estado gasta milhões com windows e office para o pequeno portátil. A Associação Nacional para o Software Livre veio a público denunciar que, num momento em que o governo tanto fala de cortar os gastos, continua a adquirir licenças de software Microsoft, sem qualquer fundamento".

Ora eu também me tenho vindo a perguntar a mim mesmo, porque razão haveria o governo português decidido colocar uma empresa multinacional americana (logo com uma lógica de interesses bem perversa em termos de educação para Portugal), no projecto e-escolinha com o magalhães ? Qual o valor acrescentado desta proposição ?

Se o Magalhães já vem com um O/S incluído, neste caso a escolha perece ter recaído sobre uma versão do Linux compilada pela Caixa Mágica em Portugal, que julgo terá sido gratuito, para quê incluir mais outro sistema operativo, o Windows, que ainda por cima é proprietário e tem custos para o nosso país? E estamos a falar de um projecto para a educação onde todo o software deveria ser livre?

E porque está a MicroSoft, uma multinacional americana, metida num projecto nacional de educação e a vários níveis, que incluem a formação de alunos e professores ? Não seria mais lógico envolver apenas entidades nacionais, cujos enormes beneficios para Portugal seriam mais que envidentes. E porquê a MicroSoft, se o seu sistema operativo Windows até parece ser opcional no projecto magalhães?!!

Mais, Para quem ainda não conhece este facto, o Linux Ubuntu tem há pelos menos 8 anos, uma distribuição exclusivamente dedicada à educação, que seria a ideia mais feliz e gratuita para um projecto como o Magalhães, para além de que daria dinheiro a ganhar a empresas nacional, em eventual suporte, em vez de encher os bolsos a multinacionais e haver saída de riqueza do país!

As minhas perguntas lógicas e que se impõem são estas, e que me deixam preocupado todos os dias, porque sou português e como tal me interrogo:
Será que estes governos e esta gente que nos gere serão Portugueses???
Ou estarão a soldo de uma qualquer empresa multinacional ? Ou defendendo os interesses de outros países contra o nosso próprio País?? São questões pertinentes que me têm vindo a assolar todos os dias ao longo de muitos anos!

Link Edubuntu ( http://www.edubuntu.org/ ).

Nota:
Estas são as perguntas de um português naturalmente preocupado com o país e a educação em Portugal, e para as quais não tem encontrado resposta lógica, nem nenhuma explicação mais ou menos oficial!!

E um português que vê este projecto estar implementado "sem eira nem beira" e sem metas ou métricas sobre os objectivos que inicialmente o governo se teria proposto, tanto quando me é também dado saber!

Terá que ser uma fatalidade, que em Portugal tenham que vir a executar-se sempre todos os projectos, em modelos de pura improvisação, sem qualquer planeamento ou estratégia objectiva de objectivos a atingir, que levam sempre ao mais completo desvario de custos e a que nada se conclua por inteiro? Será que estamos condenados s ser incompetentes e irresponsáveis para sempre?

Francisco Gonçalves
30May2011
francis.goncalves@gmail.com


Enviar um comentário

Translate