06/01/2014

A disrupção nas sociedades e no mundo nos próximos 10 anos!

Informação sempre houve em todas as sociedades e obviamente por consequência do progresso das tecnologias, cada vez haverá mais! A informação sempre teve e terá também sempre valor em função tanto da sua difusão massiva, como pela procura que terá tendência a ser cada vez mais selectiva, até pela introdução de novas tecnologias que estarão disponíveis para breve.

Agora aquilo que impulsionará o mundo a mudar e o obrigará a dar um salto qualitativo, em minha opinião, será quando o mundo começar a ter acesso generalizado à informação devidamente preparada para a educação e a transmissão de verdadeiro conhecimento. E toda uma cultura de abertura de acesso à informação e ao conhecimento começar a ser uma realidade, deixará de haver limitações ou barreiras impostas pelo infortúnio de quem nasceu em África ou pela melhor sorte de quem nasceu na Europa.

Também o capital intelectual do mundo será unificado através das redes, permitindo a resolução de problemas e a pesquisa, usando os melhores intelectos disponíveis no planeta! Obviamente que esta mudança disruptiva não demorará a acontecer sequer dez anos, mas haverá sempre más notícias também. Toda a mudança tem o seu lado bom e o mau também. Com esta tendência que se está a 
verificar e que se tornará em breve uma realidade, o mundo passará a ter dois tipos de exclusão adicionais, para além dos tradicionais ricos e pobres (em dinheiro), passarão a existir os que detêm o conhecimento e dominam as mais recentes tecnologias e exigências de uma nova sociedade ao nível planetário e aqueles que serão excluídos deste grupo, por variadas e múltiplas razões!

Portanto as sociedades, para se equilibrarem vão precisar e muito de uma nova classe de políticos, que seja nobre de valores, e que se dedique às causas públicas como lhe deveria estar intrínseco, e assim contribuírem efectivamente para que o mundo e os países possam ser cada vez mais justos, democráticos e transparentes, face a novos problemas sociais graves, que as mudanças qualitativas que atrás referi irão por certo provocar, fragmentando uma vez mais as actuais  modernas sociedades.

Afinal há esperança para o mundo!

Francisco Gonçalves in Notas Soltas @ April2012
( francis.goncalves@gmail.com )
Enviar um comentário

Translate