02/01/2014

O "santo" TC neste país desigual e de inequidades tamanhas !

Esta "guerra" santa entre o TC e o governo será mais do mesmo, e a podridão de um país de injustiças tamanhas e de indiferença pelo sofrimento de todo um povo!
Até há poucos dias, até eu tinha uma opinião de que o TC estaria finalmente a ter um papel louvável em defesa da constituição e dos direitos do povo desta nação destroçada, e muito por culpa também da justiça, que tem feito questão de estar ausente ao longo de décadas. Ausente, porque se tem exímido de ser uma justiça igual para ricos e pobres. Pelo contrário tem sido sempre (MUITO) forte para com os fracos e muito fraca para com os fortes.
Mas perante as últimas intervenções do TC contrariando as medidas avulso de governos ao serviço de poderes abjectos, que apenas se dispõem a servir o poderio económico e nunca os interesses da nação, começava a ter esperança de que a justiça finalmente poderia estar de volta a este pobre Portugal.
Mas não, enganei-me!! E explico porquê!
Após anunciadas as ultimas decisões do TC, e quando se comentava a razão de esta "justiça" ter considerado inconstitucional o "corte" de pensões na função pública, este mesmo TC ter afirmado que se os "cortes" se aplicassem a todos, público e privado, já estaria de acordo com esses mesmo cortes nas pensões!!!!
E mais, esta decisão impede que a idade da reforma dos funcionários público suba para os 66 anos, mas não impede que esta se aplique no caso dos privados!!
Está portanto tudo dito e o TC mais não tem feito do que tomar medidas porque o governo ousa querer tocar no seu "próprio queijo".. e pior desafiá-los nos seus interesses particulares!!??
Não é portanto o drama dos portugueses, como se pode constatar, que aflige e faz agir os senhores do TC, mas apenas porque estes se sentem atingidos nos seus direitos, e defendem-se apenas em causa própria, aparentemente!
Talvez possa estar errado, mas então que o TC explique bem a todos os portugueses porque acha que criar equidade entre o sector público e o privado é inconstitucional ??
Ou porque defende com "unhas e dentes" os trabalhadores do público e sobre os privado, nem uma palavra... a não ser... "se se aplicar também aos privados... então já há equidade" !
Mas alguém tem dúvidas que o sector público tem sido altamente privilegiado em Portugal, até nas reformas, em que até há muito pouco tempo qualquer funcionário público se reformava com todos os benefícios por inteiro aos 55 e menos anos ??
E no privado desde sempre só ao 65 e agora já aos 66 anos! É então esta a justiça do TC e a defesa da constituição que pretendem assegurar, baseada nestes pressupostos e factos que qualquer cidadão pode facilmente constatar ???
Ou toda esta encenação do TC não passa de mais do mesmo... isto é o de uma justiça que sempre usou e continua a querer usar "dois pesos e duas medidas", num país cada vez mais assimétrico, injusto e socialmente destruído !!
FGonçalves "in" 23 Dec2013
Enviar um comentário

Translate